Arte-Via Cooperativa vê aprovadas duas candidaturas, aos programas Leonardo e Grundtvig

Nota de imprensa

Arte-Via Cooperativa vê aprovadas duas candidaturas, aos programas Leonardo e Grundtvig.

No âmbito da apresentação de candidaturas em fevereiro último, a Arte-Via consegue a aprovação das duas que submeteu. A do programa Grundtvig, tem como título ”Foodprint.eu” e integra os seguintes países: Espanha, coordenador, Bélgica, Polónia, Finlândia, Portugal, Turquia, Grécia, Roménia e Estónia. Este projeto centra-se no desenvolvimento de hábitos de vida sustentáveis, protegendo assim o equilíbrio ecológico do planeta e promovendo uma “pegada humana” mais natural e biológica.

O objetivo deste Grundtvig é contribuir para a construção de um mundo rural onde a tradição e o conhecimento ancestral se funda com as novas tecnologias e o futuro, bem como chamar a atenção para a agricultura e a pastorícia, como atividades essenciais para o equilíbrio do sistema produtivo de qualquer sociedade, e da Terra.

Um dos produtos finais deste projeto, será a realização de uma Feira Europeia Foodprint, que terá lugar em Espanha, no termo dos dois anos da sua duração.

O Programa Leonardo Parcerias, mais direcionado para o mundo do trabalho e das profissões, contou com a candidatura cujo tema era “Festival Entrepreneurship for VET”, e inclui nove países participantes: Turquia, coordenador, Bélgica, Alemanha, Itália, Holanda, Portugal, Suécia, Reino Unido e Espanha.

A educação vocacional representa um dos setores mais importantes dos sistemas educativos formais e não formais da União Europeia, razão pela qual é tão importante a existência de projetos de aprendizagem nesta área.

O grupo alvo desta parceria são professores, formadores que necessitam de grande profissionalismo para a organização de eventos, atividades e festivais, destinados à comunidade local e regional, pois só assim assegurar a sua qualidade e o sucesso.

O Parlamento Europeu e a Comissão estabeleceram em 2006 este programa, para promover a criatividade, a competitividade, a empregabilidade e ainda o desenvolvimento do espírito empreendedor e inovador.

Durante dois anos, os participantes usufruirão da experiência de organizar um festival internacional e obter formação nessa área. No final, todas as organizações parceiras publicarão um guia que poderá ajudar outras instituições a concretizarem eventos semelhantes.

Confira as Notícias

Notícia 1

Notícia 2